XXI AcaReg da Região de Leiria-Fátima: Simplesmente… à procura do escuteiro interior

XXI AcaReg da Região de Leiria-Fátima: Simplesmente… à procura do escuteiro interior

De 6 a 12 de agosto, cerca de 1300 escuteiros da Região de Leiria-Fátima do Corpo Nacional de Escutas (CNE) assentaram arraiais na “cidade de lona” que eles próprios construíram, na Quinta do Escuteiro, na Batalha. Lema comum: “Simplesmente… Escuteiro!”. Tarefa para todos: descobrir o Nathi. No final, missão cumprida, ao olhar sorrisos no espelho. Assim se resume esta 21.ª edição do Acampamento Regional.

LMF, com Vítor Henriques

 

“Alerta campo! É necessário descobrir o Nathi!” Este foi o eco que se ouviu na Quinta do Escuteiro, pela voz da rádio de campo, a rádio CãoMarcial, no passado dia 6 de agosto. Durante toda a semana, esse seria o apelo constantemente repetido a lobitos, exploradores, pioneiros e caminheiros da Região de Leiria-Fátima, cerca de 1300 escuteiros, dos 6 aos 22 anos de idade, representando mais de 50% do efetivo regional a responder afirmativamente a este XXI AcaReg de Leiria-Fátima. A eles se juntaram mais algumas dezenas de dirigentes e um ‘staff’ que garantiu o “governo” da cidade com absoluta paz e segurança.

Divididos em quatro sub-campos (corvo, maçarico, lobo e touro), à imagem do primeiro acampamento promovido por Baden Powell na ilha de Browsea, em 1907, lançaram mão à obra, começando por montaram o próprio campo e partindo, depois, à aventura da (re)descoberta do escuteiro que há em cada um.

Esperavam-nos atividades emocionantes e motivadoras: muitos, muitos jogos, raides, piscina, montar a cavalo, karting, espeleologia, olaria, calçada portuguesa, balão de ar quente, slide, escalada… um sem número de oportunidades que decorreram maioritariamente nos concelhos de Batalha, Fátima, Leiria e Porto de Mós. Cada uma delas foi uma possibilidade de reflexão, tendo em vista o progresso pessoal. No final, era notória a felicidade que resplandecia em todos os rostos e a vontade de dizer bem alto: “Viva o XXI Acareg da Região de Leiria-Fátima e que venha o próximo!”.

 

2018-08-21 acareg

2018-08-21 acareg3

Simplesmente… eu!

Um dos momentos mais altos da semana foi a Missa de encerramento do acampamento, no sábado, presidida pelo assistente regional, padre José Henrique Pedrosa, e concelebrada pelos padres diocesanos Eduardo Caseiro, José Alves, Luís João e Luís Morouço.

Apesar do calor intenso da tarde, foi uma celebração refrescante, não só pelos constantes borrifos de água deitados sobre as cabeças, mas também pelas vivências que proporcionou. O tema da Palavra de Deus desse fim de semana, a Eucaristia, serviu para sublinhar a importância da Comunhão para “matar todas as fomes e todas as sedes”, desenvolveu o padre José Henrique.

Ainda na homilia, era tempo de relevar quem era, afinal, esse escuteiro Nathi que todos procuraram durante a semana e que iria fazer a sua promessa nesta celebração. Cada um dos presentes recebeu um envelope com o “segredo”. Ao abrir… um pequeno espelho e, no verso, a pergunta “que escuteiro sou eu?”. Os sorrisos espelhados de todos deram sentido ao tema do campo: “Simplesmente… Escuteiro!”.

2018-08-21 acareg1

Por secções, todos renovaram, então, a sua promessa e aceitaram o desafio a uma constante procura de aperfeiçoamento pessoal e da identidade escutista.

No final da celebração, o chefe nacional do CNE, Ivo Faria, sublinhou a excelente organização do acampamento e o fantástico ambiente que testemunhou em conversa com alguns participantes de várias idades, frisando a excecional taxa de participação do contingente regional na iniciativa.

Também o chefe regional, Vítor Faria, aproveitou para agradecer o contributo de todos para o bom desenrolar da semana, incluindo o apoio dos pais, presentes em grande número neste momento aberto a todos.

À beira de fazer as malas do regresso, era evidente nos rostos algum cansaço, mas os sorrisos que se mostraram ao espelho continuavam bem vivos, representando a grande alegria e satisfação que este AcaReg a todos proporcionou.

 

2018-08-21 acareg4

Testemunho de uma visita

Durante a semana, abriram-se algumas exceções para a visita ao campo por parte de entidades como os pais, as autarquias locais e outros parceiros da organização. Foi o caso da passagem de Eduarda Marques, diretora regional de Lisboa e Vale do Tejo do Instituto Português do Desporto e Juventude, entidade que apoiou a organização.

“Fiquei impressionada com o espaço, Quinta do Escuteiro, as condições magníficas, a logística, a organização e divisão de tarefas”, referiu, considerando que “o planeamento da equipa organizadora é de uma entrega exemplar e o facto de permitir experiências incríveis e marcantes aos jovens é um excelente exemplo de intervenção e construção de uma melhor ‘cidade’, sociedade”.

Numa mensagem enviada ao CNE de Leiria-Fátima, esta responsável frisou que “o planeamento e as construções dos jovens escuteiros, participantes, foi uma das coisas que mais me marcou”, bem como “a alegria contagiante e o empenho dos mais jovens em idade, (…) um exemplo do que é aprender, fazendo, vivenciando. Neste espaço, com satisfação das necessidades básicas e essenciais, respira-se alegria, companheirismo. Seguramente que quem participa numa experiência como esta, sai daqui diferente”. E continuou os elogios: “As virtudes desta verdadeira escola de valores e de educação não formal, a aquisição de competências fundamentais para a construção pessoal, social e profissional de cada um destes cidadãos merecem um agradecimento da entidade que eu represento”, sublinhando que “é importante perceber que o apoio que o IPDJ proporciona a estes e outros projetos é bem aplicado”. A concluir: “Estamos inteiramente ao vosso dispor para desenvolver outros projetos que estão nas nossas áreas de atuação”.

As nossas notícias no seu email

Nota: para garantir a segurança e proteção dos seus dados, deve confirmar a sua inscrição. As instruções estão num email que irá receber. Depois de confirmar, começará a receber emails a partir de info@leiria-faima.pt com periodicidade irregular. A qualquer momento pode cancelar subscrição.
Luís Miguel Ferraz
Luís Miguel Ferraz
Paróquia da Batalha. Comunidade Cristã da Golpilheira. jornaldagolpilheira.pt
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

Semana Santa na Batalha e Reguengo do Fetal

O pároco informa que irá fazer a transmissão das celebrações através da página do Facebook da paróquia da Batalha, pelo que todos os paroquianos podem acompanhar naquela rede social.