Taizé em duas palavras

Taizé em duas palavras

Foi com sentido de missão que o Serviço Diocesano da Pastoral Juvenil acolheu 104 jovens da diocese para viverem uma semana em Taizé. Ao longo dos dias fui entregando ao Senhor, na oração, a vida e a fé de cada um daqueles jovens que me foram confiados, com a missão de lhes oferecer a alegria de acreditar e confiar no Senhor.

Como acontece cada vez que vou a Taizé, também esta semana regressei com uma intuição particular. Trago fundamentalmente 2 palavras: oração e acompanhamento.

Oração. Ao longo destes dias senti de uma forma muito intensa a necessidade que os nossos jovens têm de espiritualidade, de oportunidades para olhar interiormente a vida. Muitos deles procuram satisfazer essa busca em espiritualidades orientais. Senti-me por isso fortemente desafiado a mostrar e oferecer a estes jovens uma das maiores riquezas de Taizé: proporcionar  um olhar sobre a vida, confrontando-a com o amor que Deus tem por fazer dela uma vida feliz. Regresso com o desafio de procurar e propor metodologias para a meditação cristã da vida.

Acompanhamento. Ter estado próximo destes jovens durante uma semana, partilhar com eles os bancos do autocarro, o mesmo espaço na oração, as mesmas filas para as refeições, as mesmas tendas… fez-me compreender a necessidade cada vez maior de estar próximo dos jovens para os esclarecer, encorajar, amparar, estar perto quando se exige uma palavra pronta. Foi nessa proximidade quotidiana que respondi àquelas questões mais polémicas e até incómodas, deixei espaço para aquelas conversas que ajudam a definir a vida, acolhi corações arrependidos à espera de perdão. Estar onde estão os jovens, numa presença afectiva e espiritual de qualidade, é uma presença ‘sacramental’, torna o amor de Deus presente. Senti-me um padre feliz a oferecer a alegria aos que me foram confiados.

Aos que foram e aos jovens que deixaram de ir, digo-vos que tenho convosco uma dívida de compromisso por aquilo que a vossa partilha me fez pensar e desafiar. Obrigado pela confiança.

André Batista, P.
André Batista, P.
Diretor do Serviço de Pastoral Juvenil.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

Notícias da pastoral juvenil

Concursos para o hino e o logo das JMJ 2022. Papa Francisco vai entregar os símbolos das JMJ a Portugal. Cristo Vive à distancia de um click.

Este site usa cookies para assegurar uma melhor experiência de navegação.