Opinião

E porque não uma oração pela Europa?

E na «hora de receber o repouso e de emigrar para as habitações eternas», Cirilo não pediu a nenhum profissional de saúde nem de morte que o ajudasse a matar-se ou o matasse sozinho.

Espaço ACEGE

Cultura do “E” ou do “OU”?

É urgente a implementação dum contexto de trabalho saudável para todos, mais equilibrado e feliz, substituindo modelos obsoletos, que são negativos para as pessoas, as organizações e as famílias.

Dons da natureza

O fim da liberdade é o amor. Se o homem se deixa enganar por mentiras, perde liberdade, pois não alcançará o seu objetivo.

Ser missão no quotidiano

Missão fora, cá dentro

Por vezes, Deus lá nos troca as voltas e aquilo que achávamos que ia acontecer, não acontece. Perdemos o sentido, quebram-se alguns pré-conceitos, questionamos o porquê…

2017-02-08 doente1

Todos, todas as dimensões humanas

O Dia Mundial dos Doentes desafia a procurar o essencial do ser pessoa e a não se contentar com as camadas exteriores.

Qual o valor do dinheiro?

Sim, é bom valorizar o dinheiro, sem contudo, lhe dar a primazia, pois pode cair-se na tentação de, sem trabalhar, vir a usufruir do trabalho dos outros.

A tentação da santidade

Becket, em fuga diante da fúria de Henrique II, entra em oração; e que pede ele a Deus? Que o livre da tentação da santidade!

Fundamentalismos, Consagrados e fundamentos

No funcionamento da sociedade vigora um paradoxo contraditório: muito rigor nas ciências e tecnologias; muito laxismo, permissividade do tanto faz, na qualidade moral das ações relacionadas com a vida humana de todos e em todas as dimensões.

Ovelhas e cordeirinhos

na minha perspectiva de criança e adolescente, apresentava-se bastante mal vestido e segurava um cordeirinho, que, esse sim, me encantava

Histórias e surpresas de Deus

Bíblia, para quê? Resposta curta: para Deus se encontrar contigo e te surpreender com o seu amor inesperado.

A propósito de Santo Antão

Pois, meu caro Santo Antão, ainda que estejamos todos muito agradecidos a Deus por tua tão longa vida – cento e seis anos, nessa época, era pouco comum – tenho de te dizer que isso não me parece demasiado importante

MEMÓRIA. Monsenhor Joaquim Ferreira da Cunha

Quando fui estudar para Coimbra, a minha mãe informou-me que tinha um amigo de infância que eu gostaria de conhecer. Num dia primaveril, desloquei-me à sua paróquia de Ceira nos arredores da cidade.

2016-12-20 natal4

Luzes natalícias

“Quando um profundo silêncio envolvia todas as coisas, e a noite estava no meio do seu curso, a vossa palavra omnipotente, Senhor, desceu do seu trono real” (Sap 18, 14-15).

Unidade dos cristãos. Quem une e organiza?

A semana de orações pela unidade dos cristãos na fé, caridade e ação, pede oração e reflexão sobre o pensar a Quem se ora. Só assim se une o conhecer ao desenvolvimento global, com mente e coração.

Espaço ACEGE

Conciliar a vida pessoal e profissional

Na verdade, encontrar o equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal e familiar nem sempre é fácil, assumindo-se, muitas vezes, como uma tarefa ingrata e quase impossível para muitas pessoas que trabalham.

Lugares Comuns

Este Natal foi diferente…

Mas após horas a preparar cerca de 450 ofertas e depois de ultrapassadas (muitas) burocracias, lá fomos nós, bem cedo, celebrar o “Dia de Reis” nos estabelecimentos prisionais de Leiria neste sábado, dia 4 de janeiro.

Comentário da semana

Conselhos pastorais: órgãos de comunhão e discernimento em ordem à ação

Está em curso na Diocese a eleição dos membros para o novo Conselho Pastoral Diocesano. Em Leiria-Fátima, este órgão foi criado em 1995 pelo bispo D. Serafim Silva, que aprovou os primeiros estatutos em 1997, renovados e atualizados em 2010, por D. António Marto

Natal da intromissão de Deus

Sinal e mistério. O mistério não se intromete, é distante e invisível. O título da carta do Papa sobre o presépio de Natal é muito significativo.