Retiro Popular. Guião de leitura orante para a Quaresma foi preparado por equipa de jovens

Retiro Popular. Guião de leitura orante para a Quaresma foi preparado por equipa de jovens

Já está disponível, em formato digital e em livro à venda na Gráfica de Leiria ao preço simbólico de 1,50 euros (com desconto em quantidade), o guião para o retiro popular que o bispo D. António Marto propõe aos diocesanos de Leiria-Fátima para esta Quaresma de 2020. O tema geral é “Chamados e Enviados pelo Senhor”.

O Retiro Popular é uma proposta instituída por D. António Marto em 2007, ano em que, na sua carta pastoral “Testemunhas da Ternura de Deus” afirmou a intenção de “viver a Quaresma como um tempo de recolhimento, dando-lhe o carácter de um ‘retiro popular’, isto é, para todo o povo de Deus: cada comunidade reunir- se-à uma vez por semana, para meditar sobre a espiritualidade e a pastoral do acolhimento e da vocação cristã”. Desde então, todos os anos, em toda a diocese de Leiria-Fátima, centenas de grupos informais juntam-se para fazerem “as meditações quaresmais, sob a forma de leitura familiar e orante da Palavra de Deus (Lectio divina), que nos põe à escuta de Deus e nos faz sentir que a Sua Palavra não é longínqua nem impessoal, mas fala hoje, pessoalmente, ao coração de cada um”.

Este ano, o Bispo diocesano enquadra o Retiro Popular na decisão do Papa Francisco de instituir o “Domingo da Palavra de Deus”, que foi celebrado pela primeira vez no dia 26 de janeiro. Nessa linha, na apresentação do guião que é dirigido aos diocesanos, o prelado cita o Sumo Pontífice: “Já se tornou uma prática comum viver certos momentos em que a comunidade cristã se concentra sobre o grande valor que a Palavra de Deus ocupa na sua vida diária. Nas diversas Igrejas locais, há uma riqueza de iniciativas que torna a Sagrada Escritura cada vez mais acessível aos crentes para os fazerem sentir-se agradecidos por tão grande dom, comprometidos a vivê-lo no dia a dia e responsáveis por testemunhá-lo com coerência”.

Por outro lado, o Retiro insere-se no segundo ano do biénio dedicado aos “jovens, fé e vocação”. “Por isso, os textos refletem de vários modos os encontros do Senhor Jesus com diferentes pessoas, as experiências de vida que provocam, o chamamento e o envio em missão que Ele lhes faz”, escreve D. António Marto, justificando título “chamados e enviados pelo Senhor”.

Como no ano passado, os textos foram trabalhados por um grupo de jovens. O Cardeal diz que “eles tornam-se assim não apenas destinatários, mas também desde já protagonistas da vida e missão da Igreja”.

Estrutura do Guião

A proposta do retiro popular retoma a longa tradição da Igreja da leitura orante da Palavra de Deus. As passagens dos Atos dos Apóstolos e dos evangelhos que são rezados colocam as pessoas perante vários encontros, chamamentos e envios de Jesus: a vocação dos discípulos torna-os igualmente missionários. Estas experiências revelam o mistério divino da vocação e iluminam a vida e o caminho de quem hoje recebe a graça e o apelo para se comprometer pessoalmente com Jesus Cristo, tornando-se testemunha e mensageiro do Seu Evangelho. A contemplação destes encontros, em tom orante e, sempre que possível, em comunidade, deverá iluminar e fazer crescer o nosso compromisso na vivência da fé, na comunhão fraterna e no testemunho.

Os seis temas propostos oferecem um itinerário sobre a vocação e a missão do cristão, a partir de passagens bíblicas: inicia com o relato do encontro inesperado com Cristo, que transforma Saulo de perseguidor a seguidor (1); esta experiência revela como a escuta e o reconhecimento do Senhor abre ao cristão um novo rumo para a sua vida. Olha, depois, para o encontro e desafio de Jesus aos pescadores, proporcionando-lhes uma extraordinária experiência profissional; esses serão os primeiros discípulos; o relato de Lucas sugere-nos que a barca dos crentes, pode tornar-se barca para Jesus (2), pondo-os ao serviço do Evangelho. Na verdade, quem se propõe ou aceita seguir Jesus recebe o mandato: vai anunciar o reino de Deus (3); para lhe corresponder, é preciso confiar que Jesus enche de tal modo o coração dos seus discípulos que os torna capazes de se libertarem de tudo e de todos e ir. A relação pessoal e intensa com Jesus dá luz para O reconhecer no seu mistério e dizer-Lhe, como Pedro: Jesus, tu és… (4) o Filho de Deus vivo! O Senhor chama-nos e prepara-nos para sermos enviados para onde Ele quer ir (5) a anunciar a proximidade do Reino de Deus, como sucedeu com os 72 discípulos. Finalmente, no relato da anunciação, contempla-se Maria, modelo de disponibilidade (6); ela é para todo o cristão exemplo de escuta, acolhimento e ação de acordo com a Palavra de Deus.


Retiro Popular em pdf: http://bit.ly/2PaST8q

Paulo Adriano
Paulo Adriano
Diretor do Gabinete de Informação e Comunicação da Diocese de Leiria-Fátima.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...