Papa Francisco apela a fazer de 14 de maio jornada de oração, jejum e obras de caridade pela humanidade

Papa Francisco apela a fazer de 14 de maio jornada de oração, jejum e obras de caridade pela humanidade

Na oração do Regina Coeli, no dia 3 de maio, o Papa Francisco disse: “Sendo a oração um valor universal, acolhi a proposta do Alto Comité para a Fraternidade Humana para que, no próximo dia 14 de maio, os crentes de todas as religiões se unam espiritualmente num dia de oração, jejum e obras de caridade, para implorar a Deus que ajude a humanidade a superar a pandemia do coronavírus”.

Num vídeo que se pode encontrar em: https://youtu.be/zhUuVZaP6rM, o Alto Comité para a Fraternidade Humana exorta os irmãos que crêem em Deus Criador a dedicar um momento de recolhimento, para que o Altíssimo olhe para o mundo que enfrenta o grave perigo da Covid-19 e para que preserve a humanidade, a ajude a superar a pandemia, restaure a segurança, a estabilidade, a saúde e a prosperidade, e torne o nosso mundo, uma vez eliminada essa pandemia, mais humano e mais fraterno.

Por sua vez, o presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso e do referido Comité, cardeal Miguel Angel Ayuso Guixot, falando da vontade do Papa em acolher a proposta do Alto Comité, referiu como esta pandemia se pode tornar uma oportunidade para enraizar no nosso futuro o valor da fraternidade e da coexistência comum. E sobre a adesão de inúmeras personalidades a este apelo, entre as quais o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, quis realçar que como seres humanos somos uma única grande família e por isso – disse – “é bom que a partir da fé dos líderes religiosos, através de grupos e responsáveis pela vida social e política, haja um momento de oração e solidariedade para invocar o fim dessa pandemia”. “Esta jornada não será assinalada com nenhuma manifestação comum pública como é compreensível para prevenir os riscos de contágio, mas será vivida por cada um na sua própria interioridade, pondo-se diante de Deus e da própria consciência”, escreve o cardeal.

Através do Núncio Apostólico, os bispos portugueses foram convidados a divulgar esta jornada e a apoiá-la.

As nossas notícias no seu email

Nota: para garantir a segurança e proteção dos seus dados, deve confirmar a sua inscrição. As instruções estão num email que irá receber. Depois de confirmar, começará a receber emails a partir de info@leiria-faima.pt com periodicidade irregular. A qualquer momento pode cancelar subscrição.
Jorge Guarda, P.
Jorge Guarda, P.
Vigário Geral da diocese de Leiria-Fátima.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

Comunhão de Amor

É uma Primavera contida, como contidos têm de ser todos os nossos movimentos, interiores e exteriores, nesta primeira fase de “desconfinamento”; assim lhe chamaram os técnicos, obrigando-nos a uma nova ginástica, para conseguir a harmonização da língua com os acidentes da vida.

Escutismo com o Banco Alimentar em tempo de pandemia

A região escutista de Leiria-Fátima irá participar nesta campanha, pelo que convidamos a que consulte o agrupamento de escuteiros da sua localidade, de modo a que, neste momento de tão grave fragilidade social, possamos colaborar com o Banco Alimentar e assim contribuir para o bem comum.