Novo capelão da Misericórdia de Leiria quer “estar próximo e servir”

Novo capelão da Misericórdia de Leiria quer “estar próximo e servir”

O padre Augusto Gomes Gonçalves tomou posse, no dia 2 de outubro, como novo capelão da Santa Casa da Misericórdia de Leiria. Sucede ao padre João Trindade que desempenhou esta missão ao longo de 19 anos. O ato oficial decorreu na sede da instituição, perante o vigário geral, padre Jorge Guarda, o provedor, Carlos Poço, e outros membros da mesa administrativa. O capelão comprometeu-se a cumprir a missão que lhe foi confiada “segundo as orientações pastorais da Igreja e do Bispo diocesano, no respeito pela lei civil e canónica e aplicando o Compromisso da irmandade”. No domingo, dia 13, na celebração da Missa, será a sua apresentação no Lar de Nossa Senhora da Encarnação.

Na sua intervenção inicial, o padre Jorge Guarda citou o Compromisso da Irmandade para lembrar que esta exerce a sua atividade na prática das obras de misericórdia “sob a invocação de Nossa Senhora da Misericórdia”. Disse depois que cabe ao capelão “ser o promotor e formador do autêntico espírito de amor aos mais frágeis e necessitados” e “cura de almas”, quer dizer, “cuidar do desenvolvimento e sustento espiritual e prestar serviços religiosos aos utentes das várias valências e igualmente aos irmãos e colaboradores, sempre no respeito pela sua consciência e livre vontade.”
O Provedor e os membros da mesa administrativa agradeceram ao padre João Trindade o seu serviço pastoral na instituição e formularam votos de felicidades e bom êxito ao novo capelão. Por seu lado, também o capelão cessante manifestou o seu apreço e gratidão pelo trabalho desenvolvido pelos mencionados dirigentes e pelo apoio que deles recebeu.
Todos os presentes teceram algumas considerações sobre a “assistência espiritual e religiosa” nas várias valências da Misericórdia de Leiria, que não pode reduzir-se à prática do culto católico. Foram sugeridas algumas iniciativas que podem contribuir para um cuidado integral da pessoa dos utentes e colaboradores da Santa Casa.

Concluindo a sessão, o padre Augusto Gonçalves falou da sua visão e intenções para o seu serviço de capelão, afirmando querer “estar próximo de todos e servir dialogando” com dirigentes, irmãos, colaboradores e utentes. Espera dar continuidade ao seu antecessor, mas também inovar com algumas iniciativas.

Jorge Guarda, P.
Jorge Guarda, P.
Vigário Geral da diocese de Leiria-Fátima.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

Este site usa cookies para assegurar uma melhor experiência de navegação.