Movimentos e novas comunidades em Vigília de Pentecostes na Sé

Movimentos e novas comunidades em Vigília de Pentecostes na Sé

No dia 8 de junho, pelas 21h na Sé de Leiria, realizou-se a Vigília de Pentecostes, presidida pelo nosso bispo, D. António Marto.

Esta celebração foi preparada por alguns movimentos e novas comunidades existentes na diocese que, no final da celebração, convidaram os presentes para um momento de convívio nos claustros da Sé.

Na sua homilia D. António Marto realçou a dimensão missionária da Igreja, recordando o contexto do ano missionário na Igreja em Portugal sobre o lema “Todos, tudo e sempre em Missão”. Este ano missionário é uma resposta ao convite do Papa Francisco, que propõe que em outubro 2019 se celebre a nível mundial um mês missionário extraordinário, lembrando a vocação batismal: batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo.

Inspirado em S. Paulo VI, o nosso bispo realçou a importância da ação do Espírito Santo na Igreja: Ele é a sua alma, o protagonista da missão; Aquele que liberta do medo e que envia os apóstolos em missão.

D. António deixou três inquietações que o Espírito nos provoca hoje: a questão vocacional, nas várias dimensões, mas em especial à vida religiosa e consagrada; a vocação laical e o compromisso dos cristãos nas paróquias e na sociedade e a importância da sua formação, e a atenção ao mundo juvenil, que vive num contexto dum mundo em grandes mutações. É necessário ir ao encontro dos jovens, escutá-los, saber das suas inquietações e desejos, dar-lhes oportunidades de participação em nossas comunidades, que se sintam acolhidos e tenham um papel activo nas comunidades e na sociedade.

Neste biénio pastoral dedicado aos jovens, no final da celebração tivemos o testemunho de uma jovem, a Ana Lúcia, que faz parte do Serviço da Pastoral do Ensino Superior e partilhou com a assembleia, a sua experiência pastoral no ambiente universitário, realçando em especial, a experiência de missão realizada na paróquia de Minde. 

A assembleia escutou ainda e aplaudiu o testemunho da jovem. De forma emocionada, referiu pertencer ao grupo de jovens da Barreira que como ela se afirmam católicos praticantes e querem viver como tal na sua comunidade, na universidade e na sociedade. Contou a recente experiência de missão com outros jovens do Instituto Politécnico de Leiria na paróquia de Minde, o acolhimento e as atividades que ali realizaram. Por fim, apelou a que os jovens sejam acolhidos e apoiados nas comunidades cristãs, para que nelas possam dar o seu contributo e força de renovação. No mesmo sentido, D. António Marto desejou que eles possam tornar-se pessoas com visão de futuro, animados de esperança, e que os adultos os ajudem a alcançar esse dom do Espírito em quem o invoca com confiança e o acolhe.

Após a missa, nos claustros, houve ainda ocasião para conhecer carismas e publicações das diferentes agregações e confraternizar entre os membros das mesmas.

Jovem da Barreira deu o seu testemunho

(Com P. Jorge Guarda)

Joaquim Domingos Luís, P.
Joaquim Domingos Luís, P.
Serviço de Animação Missionária
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

29 de Junho — 9h30 > 18h00
Aula Magna do Seminário Diocesano de Leiria