Escuteiros de Carvide fazem promessas

Escuteiros de Carvide fazem promessas

No fim-de-semana de 8 e 9 de fevereiro realizaram-se as promessas no Agrupamento 1136 Carvide. Este fim-de-semana é sempre de enorme agitação, e para nós, o fim-de-semana mais importante de todos.

Nas promessas deste ano vivemos o tema “25 anos a aprender a ser Sal da Terra e Luz do Mundo”. Realizamos a nossa velada de armas no sábado à noite, e no domingo, realizámos as promessas na Eucaristia da igreja paroquial de Carvide.

Nos Lobitos, houve cinco promessas: a do Miguel, da Máxima, do Mário, da Luísa e da Letícia. Nos exploradores, foi a vez do Joshua, do Guilherme, da Marina, do Santiago e do Martim, fazerem a sua promessa de escuteiro. Já nos pioneiros, quem fez a sua promessa foram o Isaac, o Pedro, a Maria e o Tiago. E por fim, mas não menos importante, o Igor fez a sua promessa de caminheiro.

E porque as promessas por si só já são um motivo de festa, este ano também festejámos neste dia, junto com a comunidade, os 25 anos do nosso Agrupamento. No final da Eucaristia houve bolo de aniversário para todos. Após as promessas, e os festejos dos 25 anos do Agrupamento, chegou a hora do almoço. Ao almoço juntámos toda a nossa família escutista e deliciamo-nos com um belo arroz à escuteiro no nosso Agrupamento, com direito a animação.

As nossas notícias no seu email

Nota: para garantir a segurança e proteção dos seus dados, deve confirmar a sua inscrição. As instruções estão num email que irá receber. Depois de confirmar, começará a receber emails a partir de info@leiria-faima.pt com periodicidade irregular. A qualquer momento pode cancelar subscrição.
Laura Santos
Laura Santos
Paróquia de Carvide.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

Escutismo com o Banco Alimentar em tempo de pandemia

A região escutista de Leiria-Fátima irá participar nesta campanha, pelo que convidamos a que consulte o agrupamento de escuteiros da sua localidade, de modo a que, neste momento de tão grave fragilidade social, possamos colaborar com o Banco Alimentar e assim contribuir para o bem comum.