Diocese vai realizar fórum para falar sobre os jovens

Diocese vai realizar fórum para falar sobre os jovens

No plano pastoral da Diocese previsto para o biénio sobre os jovens, um dos eventos mais importantes já está em fase avançada da sua organização. No início do ano pastoral que se aproxima – o segundo, desse biénio – a Diocese vai discutir as realidades juvenis actuais num fórum especificamente dedicado à temática.

Intitulado «Jovens, oportunidades e caminhos». Este fórum irá realizar-se no dia 5 de outubro, no Seminário de Leiria e tem como principais objetivos compreender as problemáticas que se colocam actualmente aos jovens e partilhar novas respostas pastorais para uma adequada transmissão da fé.

De acordo com o padre Eduardo Caseiro, do Serviço Pastoral do ensino Superior que encabeça a organização com o padre André Batista do Serviço Diocesano da Pastoral Juvenil, “a Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos e a Exortação Pós-Sinodal «Cristo Vive» foram prova” de que “a Igreja tem procurado, principalmente nos últimos tempos, estar atenta à realidade dos jovens, com todas as suas novidades e anseios”. É por isso que, no seu entender “também a Diocese de Leiria-Fátima tem feito o esforço por estar atenta aos jovens, tendo iniciado, neste ano pastoral que está a chegar ao fim, um biénio dedicado aos Jovens”.

Para o padre André Batista, pode considerar-se que o Papa Francisco é um dos grandes impulsionadores deste fórum pela regularidade com que se tem dirigido aos mais novos e, sobretudo, por chamar a atenção de “que a pastoral juvenil, tal como estávamos habituados a desenvolvê-la, sofreu o impacto das mudanças sociais”. Talvez seja por isso que, “nas estruturas ordinárias, os jovens habitualmente não encontram respostas para as suas preocupações, necessidades, problemas e feridas” e que, “pela mesma razão, as propostas educacionais não produzem os frutos esperados”. Para ele, estas são as razões por que se torna “urgente procurar compreender a realidade dos jovens de hoje, de modo a podermos ir ao seu encontro”, sendo esse o objetivo principal do fórum.

Na Carta Pastoral que faz o lançamento do biénio, o cardeal D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, afina pelo mesmo diapasão, ao afirmar que “a nós, adultos, custa-nos ouvi-los com paciência, compreender as suas preocupações ou as suas reivindicações, e aprender a falar-lhes na linguagem que eles entendem; pela mesma razão, as propostas educacionais não produzem os frutos esperados”. Daí que os destinatários desta iniciativa sejam jovens adultos, educadores e formadores de jovens, nos quais se incluem agentes de pastoral em geral, professores, pais, catequistas, dirigentes escutistas, entre outros.

Um encontro a dois tempos

O fórum terá uma programação durante um dia que conta com dois momentos centrais. No primeiro, da parte da manhã, será dedicado à leitura da realidade dos jovens de hoje. Na parte da tarde será o momento para apresentar alguns desafios e oportunidades pastorais no âmbito dos jovens.  Para cada um desses tempos, foi convidado um orador que apresentará a conferência de fundo. O padre jesuíta Nuno Tovar de Lemos é o primeiro a entrar em cena com uma conferência intitulada “Os jovens de hoje: Constatações e desafios para a Igreja” na qual apresentará um olhar sobre os jovens de hoje, como pensam, como sentem, como vivem, as principais problemáticas e potencialidades. Na parte da tarde, Teresa Messias, professora na Universidade Católica, apresentará modo como a Igreja deve responder aos desafios que os jovens de hoje colocam, tendo em conta a cultura juvenil, abordando tópicos como a pastoral juvenil e a espiritualidade. O tema da sua conferência será “Escutar e servir Cristo nos Jovens: O desafio espiritual da autenticidade criativa”.

Para além das conferências de fundo, a parte da manhã terá um painel com quatro intervenientes provenientes da sociedade civil para complementar o tema abordado. Na parte da tarde, os participantes terão a oportunidade de participar em dois “workshops” entre os 12 possíveis.

No site criado para este fórum, http://forum.leiria-fatima.pt, pode ser consultado o programa detalhado. Será também através do mesmo site que poderá fazer a inscrição, de forma gratuita.

Dia da Igreja Diocesana

Esta iniciativa tem a particularidade de dar o pontapé de saída para o novo ano pastoral e marcar, de forma oficial o Dia da Igreja Diocesana. Habitualmente, este dia é celebrado no primeiro domingo de outubro. Todavia, devido a várias circunstâncias que envolviam a programação, nomeadamente o facto do domingo ser dia de eleições, achou-se por bem passar a sua celebração para o dia anterior.

Nesse sentido, o Fórum terminará com a celebração eucarística na Sé, às 18h00, onde será feito o lançamento do 2º ano do biénio pastoral “Jovens, fé e vocação”. Todos os diocesanos – ou, pelo menos, representantes de todas as 74 paróquias – são convidados a tomarem parte nesta celebração. Nela será revelado o símbolo que servirá como elemento visível presente ao longo do ano nas várias propostas de pastoral juvenil: ícone de Jesus e o amigo. Também será feita a entrega a cada paróquia de uma “carta programática” para a pastoral juvenil neste ano, escrita pelo Bispo e que indica algumas propostas concretas para o ano pastoral, salientando os encontros de oração com o Bispo, e a Festa da Juventude (já definidos em agenda). Os representantes paroquiais que receberem estes símbolos, devem apresentá-los nas suas comunidades no dia seguinte, num rito próprio.

Paulo Adriano
Paulo Adriano
Diretor do Gabinete de Informação e Comunicação da Diocese de Leiria-Fátima.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

Este site usa cookies para assegurar uma melhor experiência de navegação.