Dia Mundial dos Pobres: O desafio a “clamar, responder e libertar”

Dia Mundial dos Pobres: O desafio a “clamar, responder e libertar”

No final do Ano da Misericórdia, face ao escândalo de uma pobreza em crescimento, o Papa Francisco instituiu o Dia Mundial dos Pobres, a celebrar anualmente no XXXIII Domingo do Tempo Comum, que este ano ocorrerá a 18 de novembro.

O objetivo é ajudar “as comunidades e cada batizado a refletir sobre como a pobreza está no coração do Evangelho” e a tomar consciência de que “enquanto um pobre jaz à porta da nossa casa, não poderá haver justiça nem paz social”.

Luís Miguel Ferraz

 

Na linha do que aconteceu no ano passado, o Bispo de Leiria-Fátima lançou o desafio a que os diversos serviços diocesanos a as comunidades “identifiquem e tomem iniciativas oportunas para concretizar” este objetivo. Segundo nota enviada pelo vigário geral, deverá juntar-se à oração “o discernimento das situações e a prática oportuna não só para auxiliar e aliviar quem se encontra em qualquer das formas de pobreza, mas também para tomar iniciativas adequadas para combater a pobreza injusta e crónica na sociedade atual e nas nossas próprias comunidades”.

Esse trabalho deverá ser realizado “em colaboração com aqueles que têm conhecimentos e experiência por estarem no terreno, em contacto com as pessoas, famílias e grupos em situação de pobreza material, social, cultural e espiritual”.

 

O tema deste ano

“Este pobre clama e o Senhor o escuta” (Sl 34, 7) é a afirmação que abre a Mensagem do Papa Francisco para este 2.º Dia Mundial dos Pobres. Uma mensagem que se desenvolve à volta de três verbos: clamar, responder e libertar.

Exortando cada cristão e cada comunidade a “ser instrumentos de Deus ao serviço da libertação e promoção dos pobres”, o Papa convida também ao reconhecimento de todas as outras formas de ajuda e solidariedade com que a comunidade cristã é convidada a dialogar: “Somos movidos pela fé e pelo imperativo da caridade, mas sabemos reconhecer outras formas de ajuda e solidariedade que se propõem, em parte, os mesmos objetivos; desde que não transcuremos aquilo que nos é próprio, ou seja, conduzir todos a Deus e à santidade. Uma resposta adequada e plenamente evangélica, que podemos realizar, é o diálogo entre as diversas experiências e a humildade de prestar a nossa colaboração, sem qualquer espécie de protagonismo”.

 

Proposta para a catequese

O Serviço Diocesano de Catequese disponibiliza uma proposta para fomentar a vivência deste Dia Mundial dos Pobres por parte das crianças e adolescentes e suas famílias, procurando promover a interação entre a catequese e os serviços caritativos das paróquias ou de outras instituições, começando também a preparar para a vivência da Campanha de Advento.

Esta proposta desenvolve-se em dois tempos: no domingo 18 de novembro, faz-se a sensibilização e lança-se o desafio a assumir um projeto concreto na comunidade; no domingo seguinte, 25 de novembro, faz-se a recolha das ofertas para os pobres e sua entrega aos serviços caritativos e o lançamento da campanha para o Advento.

 

No Santuário de Fátima

O Santuário de Fátima vai associar-se à iniciativa promovendo a Primeira Peregrinação do Dia Mundial dos Pobres. Para tal, como no Vaticano o Papa convida os pobres para almoçar, o Santuário convidou um grupo de 50 utentes da Cáritas de Vila Real a vir em peregrinação, aos quais pagará a deslocação e refeições. Nos próximos anos, a iniciativa será repetida sempre com instituições de diferentes dioceses portuguesas.

O programa começa pelas 10h45, com o acolhimento do grupo à entrada da Basílica da Santíssima Trindade, seguindo-se a Missa e o almoço. Pelas 14h30, será feita uma visita guiada e a despedida será às 15h30, na Capelinha das Aparições.

Luís Miguel Ferraz
Luís Miguel Ferraz
Paróquia da Batalha. Comunidade Cristã da Golpilheira. jornaldagolpilheira.pt
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

5 de Outubro — 9h30 > 18h30
Seminário Diocesano de Leiria

Este site usa cookies para assegurar uma melhor experiência de navegação.