Covid-19: novas orientações para as cerimónias religiosas

Covid-19: novas orientações para as cerimónias religiosas

O Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) reuniu-se no dia 2 de maio para definir novas orientações a propósito da alteração do estado de emergência para o estado de calamidade provocado pela pandemia de covid-19. Enumeramos as decisões publicadas em comunicado emitido pela CEP

Missas comunitárias

Um dos pontos em destaque é a referência à retoma das celebrações comunitárias da eucaristia a partir do dia 30 de maio, véspera da Solenidade do Pentecostes. No entanto “a data depende ainda da avaliação que o Governo se propõe fazer da situação, nesta primeira etapa do desconfinamento”, informa o comunicado emitido pela CEP.

Sacramentos com contacto físico

Outras celebrações de sacramentos “que implicam contacto físico, como as unções, devem ser adiadas para o próximo ano pastoral”. Salvaguardam-se algumas excepções para “casos particulares como o batismo e a unção dos doentes” que “podem ser realizadas com as devidas cautelas de saúde e normas de segurança”.

Confissões

“Para o sacramento da Reconciliação, é preciso seguir as normas de segurança de saúde e garantir o devido distanciamento entre o confessor e o penitente, protegendo sempre o inviolável segredo da confissão.”

Funerais

“As exéquias cristãs devem ser celebradas no templo (com celebração da Palavra ou da Eucaristia) e/ou no cemitério com a presença dos familiares, tendo em conta as normas de segurança que impeçam a transmissão do coronavírus.”

Catequese

“As catequeses e outras ações formativas continuarão a ser realizadas apenas por meios telemáticos até ao final deste ano pastoral.”

Festas e procissões

“Procissões, festas, concentrações religiosas, acampamentos e outras atividades similares passíveis de forte propagação da epidemia ficarão adiados para o próximo ano pastoral”.

Igrejas

“As igrejas podem estar abertas durante o dia para visitas individuais, desde que se observem os requisitos determinados pelas autoridades de saúde.”


Comunicado do Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa

Comunicado integral: https://bit.ly/2WnxQCd

As nossas notícias no seu email

Nota: para garantir a segurança e proteção dos seus dados, deve confirmar a sua inscrição. As instruções estão num email que irá receber. Depois de confirmar, começará a receber emails a partir de info@leiria-faima.pt com periodicidade irregular. A qualquer momento pode cancelar subscrição.
Paulo Adriano
Paulo Adriano
Diretor do Gabinete de Informação e Comunicação da Diocese de Leiria-Fátima.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

CEPADI implementa plano de contingência

Procurando ir em linha de conta com as indicações da Direção-Geral da Saúde (DGS) no que diz respeito à frequência de espaços fechados, o Centro Pastoral Diocesano, no seminário Diocesano de Leiria, está a colocar em prática as seguintes medidas.

O SPES em tempo de Quarentena: fazer das casas uma só casa

O Serviço de Pastoral do Ensino Superior (SPES) da nossa Diocese vive dos alunos e para os alunos. São eles o seu destinatários, são eles os seus dinamizadores. Eles são a única razão de existir do SPES. Enquanto houver alunos do Ensino Superior na nossa Diocese, o SPES continua de portas abertas, como rosto da Igreja que vai até às periferias do Politécnico de Leiria.