COVID-19: as missas comunitárias ficam suspensas até novas indicações

COVID-19: as missas comunitárias ficam suspensas até novas indicações

Na sequência da nota pastoral do bispo D. António Marto, publicada ontem com o seu anexo normativo, a diocese de Leiria-Fátima, no seguimento do comunicado feito pela Conferência Episcopal Portuguesa, suspende a celebração das missas comunitárias a partir de amanhã e até novas indicações.

Onde for possível faça-se uma celebração privada da missa transmitida por internet para as famílias da paróquia. As demais celebrações sacramentais, como batismos, casamentos, penitência, unção dos doentes, quando não é possível adiamento e em situação de emergência, devem fazer-se, mas com as devidas precauções e só para os familiares próximos.

Quanto aos funerais, recomenda-se a contenção na participação das pessoas e a opção de fazer uma breve celebração exequial no cemitério em vez de ir à igreja.

Quanto aos demais aspetos pastorais, atenda-se às indicações da nota pastoral e das normas do seu anexo. Procure-se incentivar as pessoas e as famílias a fazerem leitura da Palavra de Deus e oração em família, como se diz no comunicado da Conferência Episcopal.

Comunicado da Conferência Episcopal Portuguesa

Em consonância com as indicações do Governo e das autoridades de saúde, a Conferência Episcopal Portuguesa determina que os sacerdotes suspendam a celebração comunitária da Santa Missa até ser superada a atual situação de emergência.

Também devem seguir-se as indicações diocesanas referentes a outros sacramentos e atos de culto, bem como à suspensão de catequeses e reuniões.

Estas medidas devem ser complementadas com as possíveis ofertas celebrativas na televisão, rádio e internet.

Permaneçamos em oração pessoal e familiar, biblicamente alimentada, confiados na graça divina e na boa vontade de todos.

Lisboa, 13 de março de 2020

GIC
GIC
Gabinete de Informação e Comunicação. Todos os contactos, informações e sugestões devem ser dirigidos para gic@leiria-fatima.pt.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

D. António Marto: “Há lágrimas que é bom deixar correr”

Hoje e a esta hora deveríamos encontrar-nos reunidos em Fátima na nossa peregrinação diocesana. Em virtude da emergência sanitária não nos é possível. Todavia, mesmo estando em nossas casas, vivemos este momento em espírito de peregrinação e unidos espiritualmente como Igreja diocesana.

Esperança, sinais e efeitos do Codiv-19

A pandemia leva tanta gente a abraçar e fazer coisas diferentes e melhores. Os estudiosos têm campo imenso para avaliar esses efeitos sobre os indicadores da saúde, poluição, corrupção, prática religiosa, progresso progressista mal parado e mais mortífero, questões fraturantes.