Assembleia do clero refletiu sobre renovação paroquial

Assembleia do clero refletiu sobre renovação paroquial

Sob a presidência do bispo D. António Marto, reuniu-se no dia 28 de maio, a assembleia do clero da Diocese de Leiria-Fátima. A principal intervenção coube ao padre Sérgio Torres, da diocese de Braga, que veio falar sobre “Ser padre e pastor hoje: dificuldades e desafios”. O orador começou por apresentar o famoso dístico que o Papa Francisco pôs na porta do seu escritório: “Proibido lamentar-se” e o conselho “Pare de lamentar-se e aja para mudar a sua vida para melhor”.

Em seguida, apresentou algumas indicações e ferramentas, nomeadamente o percurso “Alpha”, para pôr em processo uma renovação pastoral da paróquia. Nesse sentido, mostrou e recomendou alguns livros e exemplificou com a experiência que está a conduzir na paróquia de S. Vítor, na cidade de Braga. Afirmou que “a nossa pastoral corresponde à largueza das nossas vistas”. Quanto mais vastas forem estas, maior será a nossa motivação para agir. A sua intervenção foi muito sugestiva no sentido de não se acomodar ao “fez-se sempre assim”, mas empenhar-se num processo de mudança pastoral de modo que a paróquia gere “discípulos missionários” de Jesus Cristo e ofereça às pessoas ambientes de comunhão fraterna e de boas relações.

Houve depois outras intervenções. O Padre José Henrique, do serviço diocesano da catequese, apresentou uma proposta de itinerário para os adolescentes. O P. José Augusto, do Serviço de Apoio à Família, deu a conhecer este serviço e referiu que já houve um casal de divorciados em nova união que fez o percurso espiritual e concluiu-o, podendo participar plenamente na vida da Igreja. O P. Manuel Henrique falou sobre Seminário em Família fazendo apelo à colaboração de todos os sacerdotes para o despertar de novas vocações sacerdotais. 

O Cardeal D. António Marto definiu esta assembleia como “momento de graça e comunhão” e convidou os padres a terem sempre o olhar fixo em Jesus, cultivando a relação pessoal íntima com Ele. No final, agradeceu as várias intervenções e deixou o apelo ao empenho de todos na pastoral vocacional, nomeadamente através da sensibilização das comunidades cristãs, da oração mais intensa e da ousadia na interpelação pessoal aos jovens. E concluiu, exortando: “Não deixemos que nos roubem a esperança!”.

Jorge Guarda, P.
Jorge Guarda, P.
Vigário Geral da diocese de Leiria-Fátima.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

5 de Outubro — 9h30 > 18h30
Seminário Diocesano de Leiria

Este site usa cookies para assegurar uma melhor experiência de navegação.