Alvados, Mira de Aire e Serra de Santo António: Crisma Interparoquial

Alvados, Mira de Aire e Serra de Santo António: Crisma Interparoquial

No domingo 5 de maio, ‘escreveu-se’ mais uma página da história vivida das comunidades cristãs de Alvados, Mira de Aire e São Bento.

O Crisma de alguns jovens e adultos envolveu e deu ‘aso’ (oportunidade) à alegria – porque é ela que deve presidir à vida de cada um – partilhada, primeiro com uma ‘bela’ celebração na Igreja paroquial de São Bento, e depois na confraternização convivial com as famílias e amigos. Uns de uma maneira outros de outros, cada família celebrou a seu modo este feliz acontecimento. Aos jovens e adultos que foram ‘agraciados’ com este DOM de Deus uma ‘salva de palmas’, batidas com o coração, para que deem bons ‘frutos’ dos ‘dons’ que receberam.

Tudo começou há muito tempo atrás, mas tudo se intensificou neste ano com algumas catequeses de formação – mais ou menos específica – para a receção deste sacramento.

E tudo se acelerou com um dia de reflexão e ‘renovação da graça de Deus’, com o apoio dos jovens da Juventude Monfortina (JM) vindos da paróquia da Póvoa de Santo Adrião, que com a sua ‘arte e testemunho de fé’ deram um sinal mais, na proximidade a este dia.

No Sábado, dia 4, à noitinha, tudo ficou pronto com uma singela e simbólica Vigília, que valorizou os sinais e o sentido mais profundo desta graça espiritual.

A preparação e a prontidão para o acolhimento deste DOM dependeu – sempre e acima de tudo – do coração de cada crismando, mas aparentemente e exteriormente, todos os envolvidos (incluindo pais, catequistas, padrinhos…) ficaram visivelmente agradados e felizes.

Este feliz acontecimento é mais uma das tantas provas evidentes (e visíveis) da doação ‘gratuita’ – tantas vezes esforçada, porque exigente – dos que acompanharam estes jovens (e adultos) até esta etapa e de como uma celebração pode ser uma feliz ‘festa’, que também foi agraciada com o contributo de alguns colaboradores ‘silenciosos’ que, na penumbra, foram decisivos para a alegria vivida. Com a agradável participação de quem cantou (depois de terem preparado ‘minuciosamente’ os cânticos) e dos dedicados ‘acólitos’ (interparoquiais)…viveu-se mais um acontecimento para a ‘memória’ viva das comunidades cristãs destas paróquias.

Os sacerdotes (in mialsb.blogspot.pt)

GIC
GIC
Gabinete de Informação e Comunicação. Todos os contactos, informações e sugestões devem ser dirigidos para gic@leiria-fatima.pt.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

Este site usa cookies para assegurar uma melhor experiência de navegação.