Alqueidão da Serra festeja cruzeiro restaurado

Alqueidão da Serra festeja cruzeiro restaurado

Os dias 15 e 16 de junho foram de festa no Alqueidão da Serra. Sem ser “festa de arromba”, nem precisar de provocar grande alarido, foi festa a dobrar, porque se juntaram dois motivos: celebração da Senhora da Tojeirinha e inauguração do cruzeiro restaurado. 

A festa foi simples: começou com a celebração da missa vespertina no sábado a que se seguiu a procissão de velas com a imagem de Nossa Senhora da Tojeirinha para a capela que lhe é dedicada. 

Foi significativo o número de participantes e a preocupação de algumas pessoas que embelezaram as ruas e lhes deram um brilho especial com as velas e outras luminárias que acenderam. 

A festa prosseguiu com o convívio animado por um festival de deliciosas e diversificadas sopas, à mistura com outros acepipes. 

No domingo a comunidade viveu um momento importante: pelas 15h00 horas foi inaugurado o cruzeiro restaurado. Usou da palavra Jorge Vala, presidente da Câmara Municipal de Porto de Mós, valorizando mais a parte cultural e histórica do monumento. O nosso pároco, antes da bênção, destacou a dimensão espiritual do monumento e a sua importância como referência dos valores cristãos da comunidade. 

O cruzeiro restaurado, símbolo histórico, foi descerrado por uma criança, esperança do futuro. 

Seguiu-se a celebração campal da Eucaristia e uma pequena procissão com a imagem da Senhora da Tojeirinha. 

A tarde prolongou-se com um animado convívio para o qual contribuiu o famoso “porco no espeto”, oferecido à comunidade no contexto da festa e como gratidão pelo contributo para o restauro do cruzeiro. E, claro, não faltaram outros e habituais “comes e bebes”, sem esquecer os famosos coscorões. 

É de referir que o restauro do cruzeiro também foi oportunidade para pintar o exterior da capela, ressaltando assim a sua beleza. Também o seu interior sofreu melhorias com a substituição do piso em madeira, que estava degradado, por um novo piso, em pedra. 

Estas obras tiveram o acompanhamento e supervisão da Comissão de Arte Sacra e Património da nossa diocese de Leiria-Fátima. 

A contas do Cruzeiro

Para o restauro do cruzeiro da Tojeirinha registaram-se os seguintes contributos: 

Câmara M. Porto de Mós: 750,00 €; 
Santuário de Fátima: 750,00;  
C.C.A.M. Porto de Mós: 500,00 €;
outras ofertas, donativos, transferências (onde está incluída a campanha “Operação Restauro”): 5.144,56 €.
Total de receitas: 7.144,56 €. 

Dada a necessidade, aproveitou-se o momento para pintar o exterior da capela de Nª Sª da Tojeirinha e substituir o piso, dado que anterior estava degradado. As despesas foram as seguintes: 

Reparação do cruzeiro: 4.981,50 €; 
obras na capela: 3.487,31 €.

Deu um total de 8.468,81. Sendo assim, o Fundo Económico paroquial despendeu 1.324,25 €. 

Vítor Mira, P.
Vítor Mira, P.
Pároco de Alqueidão da Serra e Alcaria.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...