A Luz da Paz de Belém ilumina Amor

A Luz da Paz de Belém ilumina Amor

Uma vez mais o Agrupamento de Escuteiros de Amor acolhe e distribui “A Luz da Paz de Belém”. 

Numa cerimónia repleta de simbolismo, no passado dia 21 de dezembro, na missa de sábado na igreja de Amor, foi partilhada a chama por todos os que pretenderam acender a sua vela e levar para os seus lares a Luz que veio da Terra Santa. A própria cerimónia envolve a comunidade cristã, numa missa às escuras, onde a igreja apenas se iluminava com cinco velas, uma delas a luz vinda de Belém, sinal de paz.

Ao mesmo tempo, os alunos do 3º ano da catequese, celebravam a sua Festa da Luz.

O projeto “a Luz da Paz de Belém” foi lançado em 1986 pela televisão pública austríaca, no âmbito de um programa social intitulado “Light in the Dark” (Luz no Escuro), dedicado a pessoas carentes, tanto na Áustria como nos países vizinhos.

Os escuteiros austríacos abraçaram este projeto com algumas adaptações à vida escutista, mas mantendo sempre o espírito do serviço às crianças carenciadas.

Com a colaboração de escuteiros de vários países, a Luz é acesa todos os anos por um rapaz ou rapariga austríacos numa chama que se encontra permanentemente acesa na Gruta da Natividade de Jesus em Belém. É depois distribuída por toda a parte numa mensagem de paz, amor e esperança. A cerimónia de partilha central decorre em Viena, no 3º domingo do Advento, sendo depois a Luz distribuída a nível nacional e regional em dezenas de países.

Este ano uma delegação portuguesa transportou a luz até ao nosso país, para a cidade de Santarém, no dia 15 de dezembro, para ser distribuída por todo o país. De lá, veio até à Sé de Leiria, onde foi distribuída pela Diocese, na segunda-feira, dia 16. 

De candeia em candeia, esta chama que foi acesa em Belém, percorre cerca de 6200km sem nunca se apagar, para chegar às nossas comunidades.

Carla Oliveira
Carla Oliveira
Paróquia de Amor
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...