97º aniversário do CNE celebrado com muitas atividades e diversão, na segurança do lar de cada escuteiro

97º aniversário do CNE celebrado com muitas atividades e diversão, na segurança do lar de cada escuteiro

A ideia é simples: celebrar o 97º aniversário do Corpo Nacional de Escutas, em uníssono, mas a partir de casa. Em tempos de COVID-19, os mais de 70 mil escuteiros portugueses são desafiados a viver o primeiro ACANTONAC, uma atividade que promete mostrar que o escutismo é um movimento capaz de se adaptar e renovar em qualquer época ou situação.

Desafios para todas as idades

Tendo por base a ideia de um ACANAC (Acampamento Nacional), surge o ACANTONAC (proveniente de “acantonamento”, uma atividade escutista onde os escuteiros pernoitam dentro de casa em vez de pernoitarem em tenda). É a primeira vez que algo do género é feito e vem responder a uma das principais necessidades da maior associação de jovens do país: criar uma oferta educativa de âmbito nacional, durante a pandemia, que una a associação em torno do seu aniversário e que mantenha a ligação entre os jovens e o movimento.

Para o ACANTONAC estão agendadas atividades para serem realizadas na segurança do lar e, ainda assim, aproximar os participantes.

Os mais de 70 mil associados são chamados a cumprir desafios escutistas a partir das suas casas. Desde a criação de abrigos até à ginástica matinal, jogos de códigos, e até mesmo de um fogo de conselho (a grande festa final de cada acampamento), a organização promete levar a cada um momentos simbólicos da vivência escutista.

Dar sem medida…

… É uma das coisas a que os escuteiros se comprometem na altura da sua Promessa, e representa a entrega e o serviço ao Outro.

Assim, esta atividade segura e, ao mesmo tempo dinâmica, contempla também duas importantes ações de caráter solidário.

Numa parceria com a Cáritas Portuguesa, para a celebração dos 97 anos do CNE, foi criada uma insígnia, que todos os escuteiros poderão adquirir, e que marca a sua participação no 1º ACANTONAC. A totalidade dos fundos angariados nesta ação vão reverter a favor da Cáritas Portuguesa.

Para os escuteiros acima dos 18 anos, está reservada ainda uma outra ação especial: na impossibilidade da habitual recolha de alimentos em supermercados pelo Banco Alimentar Contra a Fome (BACF), estes escuteiros e adultos vão fazer, nas suas sedes, uma angariação de alimentos. Esta ação decorre entre os dias 16 e 28 de maio, e pretende de alguma forma minimizar o impacto da falta de alimentos generalizada que os BACF estão a sentir por todo o país.

Após essa recolha, cada Região do CNE irá entregar ao Banco Alimentar mais próximo o fruto das ofertas que angariou.

Na tertúlia de 18 de maio, transmitida em direto pelo CNE, Isabel Jonet (Presidente da Confederação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome), aproveitou para agradecer aos escuteiros dizendo “Sem os escuteiros o Banco Alimentar não poderia fazer as suas campanhas. Não imagino o que é fazer uma campanha no Banco Alimentar sem ver lá escuteiros, das mais diversas idades, pela alegria, pela generosidade e pela atividade.“

#escutismoemcasa

No início da pandemia, o CNE imediatamente cessou as suas atividades presenciais, em sede ou em campo, para evitar qualquer contágio.

No entanto, desde essa altura, o escutismo reinventou-se através de diversas iniciativas online que permitem aos escuteiros e dirigentes do movimento manter viva a chama escutista: tertúlias para os mais velhos, jogos e desafios para os mais novos, reuniões, ateliers e fogos de conselho em plataformas de vídeo-chamada, tudo atividades lúdico-pedagógicas que tiveram uma adesão até superior ao estimado inicialmente.

Desde o início desta ação o CNE tem igualmente transmitido, nas mesmas plataformas, uma Eucaristia Dominical – todos os domingos, pelas 15h30 – transmitida pelo Youtube e Facebook da associação, e que já atingiu mais de 15.000 visualizações.

Mais de 1.600 voluntários, entre Caminheiros (dos 18 aos 22 anos) e Dirigentes (adultos) têm participado em diversas ações por todo o país, em estreita colaboração com a Proteção Civil, Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia ou outras entidades, prestando auxílio dentro das suas competências, de forma responsável e segura, em várias vertentes da sociedade portuguesa.

Quer saber mais?

Temos diversas famílias que se disponibilizaram a acolher, com as devidas precauções, jornalistas que queiram assistir ou conversar com eles no decorrer do ACANTONAC. (presencialmente, por telefone ou vídeo-chamada).

A atividade vai ocorrer no canal Youtube e Facebook do CNE, e poderão também ser consultadas as imagens e vídeos dos participantes (incluindo no Instagram) através de #escutismoemcasa ou #Acantonac2020 .

As nossas notícias no seu email

Nota: para garantir a segurança e proteção dos seus dados, deve confirmar a sua inscrição. As instruções estão num email que irá receber. Depois de confirmar, começará a receber emails a partir de info@leiria-faima.pt com periodicidade irregular. A qualquer momento pode cancelar subscrição.
CNE Leiria-Fátima
CNE Leiria-Fátima
Secretaria Regional de Comunicação e Imagem CNE Junta Regional de Leiria-Fátima
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A REDE mais recente

Carregue na capa para ver edição em formato .pdf

Receba a Revista REDE gratuitamente todas as semanas no seu email.

Leia também...

Escutismo com o Banco Alimentar em tempo de pandemia

A região escutista de Leiria-Fátima irá participar nesta campanha, pelo que convidamos a que consulte o agrupamento de escuteiros da sua localidade, de modo a que, neste momento de tão grave fragilidade social, possamos colaborar com o Banco Alimentar e assim contribuir para o bem comum.