Seminário, casa para a diocese

Categoria: Escritos Pastorais
Criado em 23-01-2015

 Nota pastoral sobre o Seminário e o Centro Pastoral Diocesano 

 

 

Seminário, casa para a diocese

 

Caríssimos diocesanos,

O Papa Francisco convida a Igreja dos nossos dias a sair “para oferecer a todos a vida de Jesus Cristo” (EG 49), a fim de saborearem “a alegria do Evangelho”. Ao mesmo tempo, exorta-a a tornar-se acolhedora, casa de portas abertas a quantos dela se aproximam. Para isso, escreve o Papa, “precisamos de criar espaços pastorais apropriados para motivar e sanar os agentes pastorais, ‘lugares onde regenerar a sua fé em Jesus Cristo crucificado e ressuscitado, onde compartilhar as próprias questões mais profundas e as preocupações quotidianas, onde discernir em profundidade e com critérios evangélicos sobre a própria existência e  experiência, com o objetivo de orientar para o bem e a beleza as próprias opções individuais e sociais” (EG 77).

O Seminário diocesano tem acompanhado a história da diocese e desempenhado a sua missão de fazer crescer os gérmenes de vocação sacerdotal nos seminaristas, ajudando-os a responder afirmativamente ao apelo de Deus para serviço do Seu povo através do ministério sacerdotal. O atual edifício do Seminário diocesano recebeu os primeiros seminaristas em outubro de 1965. Durante estes cinquenta anos, centenas de rapazes viveram e estudaram nesta casa, adquirindo virtudes humanas e cristãs e fazendo deles construtores de uma sociedade melhor. A grande maioria dos sacerdotes que hoje serve a diocese formou-se aqui. O nosso presbitério é filho desta casa.

Ao longo das últimas décadas, assistimos a profundas alterações sociais, culturais e eclesiais que nos levaram a pensar numa forma de acompanhamento dos candidatos ao sacerdócio que não passa pelo seminário menor. Do mesmo modo, achou-se por bem confiar os nossos seminaristas maiores ao Seminário Maior da diocese de Lisboa.

Estando assim a casa disponível, nestes últimos anos começaram a ser pensadas novas ocupações para o edifício. Assim, a primeira fase da reconstrução foi inaugurada no dia 8 de dezembro de 2010. O espaço remodelado alberga desde então a Casa de Retiros de S. José, a residência sacerdotal e um espaço reservado para as atividades do Seminário e do Pré- Seminário.

No passado mês de dezembro, teve início a segunda fase de remodelação do edifício com o propósito de instalar o Centro Pastoral Diocesano. Aí funcionarão os serviços da cúria diocesana, os variados organismos de dinamização pastoral e o Centro de Cultura e Formação Cristã e continuarão a ser propostas muitas das atividades de formação laical por eles promovidos. O edifício passará ainda a ter uma nova cozinha, um refeitório principal com maior capacidade e dois espaços para arquivo: um para a Câmara Eclesiástica e outro para arquivo diocesano. Muitas destas valências são um desejo que já o Sínodo Diocesano expressara no seu documento conclusivo (Orientações Sinodais, nº 29).

O apelo que o Concílio Vaticano II fazia aos sacerdotes para considerarem “o seminário como coração da diocese” e lhe prestarem “de boa vontade a própria ajuda” (OT 5), deve hoje ser dirigido a todos os fiéis cristãos. Este coração vai alargar-se e receber o Centro Pastoral Diocesano. Além de formar os pastores da Igreja, aqueles que pela sua vocação e serviço lhe dão vida, vai também formar os fiéis leigos para serem apóstolos, animadores e agentes pastorais, como é desejado pelo Papa nas palavras antes citadas. Com um coração renovado, a nossa diocese continuará a formar os principais evangelizadores e animadores das comunidades, sejam eles sacerdotes ou cristãos leigos.

O orçamento previsto para esta segunda fase de remodelação é de cerca de 1.200.000€ (um milhão e duzentos mil euros). Uma vez que a finalidade da obra é eminentemente de cariz diocesano, a mesma diocese suportará uma parte dos custos. O Seminário fará o mesmo, na medida das suas possibilidades. Mas, ainda assim, precisamos da generosidade dos fiéis católicos que, por amor à Igreja diocesana, deem o seu contributo. Poderão fazê-lo espontaneamente, entregando a sua oferta aos párocos ou enviando-a para o Seminário. Ou então aguardando os meios que venham a ser indicados para a recolha de ofertas com esta finalidade. Sendo o Seminário e o Centro Pastoral Diocesano uma casa aberta a todos e ao serviço da formação e fortalecimento da fé de quantos a venham a frequentar, é justo esperar o contributo de muitos para a levar a bom termo.

Em outubro 2015, celebra-se o 50º aniversário da inauguração do edifício do Seminário diocesano. Será ocasião de fazer memória de todos os benefícios que através dele a Igreja diocesana recebeu, de louvar e agradecer a Deus e a quantos foram seus benfeitores com os próprios bens e serviços. Mas desejamos que seja também o momento para a inauguração e apresentação das novas instalações e do Centro Pastoral Diocesano. Por isso, a celebração do dia da Igreja diocesana e do início do ano pastoral 2015-2016 realizar-se-á no Seminário, com programa ainda a definir.

Para esta obra tão importante para a Diocese imploro a bênção do Senhor, a proteção dos nossos padroeiros, S. Agostinho e Nª Sª de Fátima, e conto com a participação generosa dos nossos diocesanos, que antecipadamente agradeço.

Leiria, 19 de janeiro de 2015.

† António Marto, Bispo de Leiria-Fátima

Refª:CE2015B-002

Partilhar:



Video

Entrevista de D. António Marto à Agência Ecclesia

Prestes a receber o Papa Francisco em Fátima, D. António Marto fala da visita, do Centenário das Aparições e da Mensagem de Fátima.



Contactos

 

Serviços Gerais da Diocese


R. Joaquim Ribeiro Carvalho, 2 
2410–116 Leiria

Tel.: 244 845 030
Fax: 300 013 266

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Siga-nos

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Liturgia Diária



© Diocese Leiria-Fátima, Todos os direitos reservados

© Diocese Leiria-Fátima, Todos os direitos reservados