Visita da Imagem Peregrina

Categoria: Escritos Pastorais
Criado em 15-04-2016

Nota Pastoral

  

Visita da Imagem Peregrina

 

† António Marto

Bispo de Leiria-Fátima

 

Leiria, 15 de abril de 2016

Refª: CE2016B-006

Caros Diocesanos,

De 1 a 13 de maio receberemos a imagem da Virgem Peregrina que percorrerá a nossa diocese visitando todas as vigararias e ainda o Estabelecimento Prisional de Leiria e o Hospital de S. André. Normalmente somos nós quem faz uma peregrinação ao seu santuário. Desta vez é Ela que vem até nós.

A Imagem Peregrina é um belo símbolo da Mãe da Ternura e da Misericórdia que vem visitar os filhos nos lugares onde vivem e trabalham. Com a sua imagem traz-nos a sua mensagem bem como o sinal da sua proximidade e do seu conforto. De certo modo, atualiza a visita que fez à prima Isabel quando, sem demora e com prontidão, se pôs a caminho para lhe levar a boa notícia de Jesus e, com Ele, a ternura da companhia e do apoio que Isabel necessitava.

Também, de alguma maneira, prolonga a visita aos pastorinhos em Fátima com a mensagem de misericórdia e de paz para a Igreja e a humanidade. Isabel e os pastorinhos são o modelo para acolhermos Nossa Senhora com os seus títulos de Nossa Senhora da Prontidão e da Ternura, Nossa Senhora da Mensagem que peregrina como missionária da alegria do Evangelho.

“Ela é a missionária que se aproxima de nós para nos acompanhar ao longo da vida e como uma verdadeira mãe caminha connosco, luta connosco e aproxima-nos incessantemente do amor de Deus”(EG 266).

 A imagem da Virgem Peregrina encerra junto de nós o seu périplo pelas dioceses de Portugal. Pelas informações que me foram chegando, ela foi recebida em apoteose por toda a parte. Espero que a nossa diocese também mostre o seu brio e a acolha de todo o coração, exprimindo com entusiasmo a gratidão e o louvor por ter sido particularmente agraciada com o dom das Aparições em Fátima. Peço o empenho de todos para que a sua visita seja uma grande bênção para toda a diocese e um momento forte de oração, de evangelização, de revitalização da fé.

Neste sentido devemos ter bem presentes três aspetos particulares, como apontei na carta pastoral:

- acolher a mãe que, com o seu olhar e o seu coração materno, nos ajuda a contemplar a ternura e a misericórdia de Deus;

- recebê-la como a mãe que reúne os filhos, ao seu redor, para que todos e cada um se sintam membros vivos desta grande família que é a Igreja do seu Filho Jesus;

- escutá-la como a mãe que convida os filhos a serem, como ela, Igreja missionária, em saída, que levam a ternura, o calor e a alegria do Evangelho a todas as periferias humanas.

Para este efeito, deverá também ser aproveitado o folheto que está em distribuição gratuita com uma breve apresentação da mensagem de Fátima e da espiritualidade dos Pastorinhos, para conhecer os dons e os frutos das Aparições da Virgem Maria. Peço aos pais e aos avós que contem aos seus filhos e netos essas maravilhas do Céu.

Acolhamos, pois, a mãe que se faz peregrina connosco para não nos deixar sós no caminho da nossa vida, sobretudo nos momentos de incerteza e de dor. À sua passagem ela repete para nós, hoje, a palavra de conforto que disse à pequena vidente Lúcia: “Não desanimes. Eu não te deixarei só. O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus”!

Olhemos para ela e deixemos que ela nos cative com a sua beleza, ternura e bondade!

Escutemo-la como Mãe do Bom Conselho e recebamos a sua mensagem e as suas advertências, os seus  conselhos e as suas inspirações!

Façamos memória agradecida da sua visita e proximidade materna!

Cantemos com ela o seu “magnificat” e louvemo-la com a oração do rosário!

Confiemos-lhe a nossa vida e as nossas famílias; ponhamos a seus pés as nossas alegrias  e os nossos anseios, as nossas tristezas e dores!

Peçamos a sua intercessão pelas vocações ao sacerdócio e à vida consagrada; pelas crianças e pelos adolescentes, para que sejam educados no amor e na “alegria do Evangelho”; pelos jovens e pelas famílias, para que descubram a “alegria do amor” vivido na fé  e na graça do sacramento do matrimónio.

Como ela, reparemos nos que sofrem e nos pobres, nos abandonados e nos desorientados, nos que buscam a fé e nos que aspiram pela liberdade, a paz e a justiça!

E, sob o seu manto protetor, impelidos pela sua palavra materna, pratiquemos as obras de misericórdia neste Ano Santo.

Que Nossa Senhora de Fátima nos abençoe e nos acompanhe ao longo da vida com o seu auxílio materno!

Partilhar:



Video

Bispo de Leiria-Fátima comenta confirmação da vinda do Papa a Fátima



Contactos

 

Serviços Gerais da Diocese


R. Joaquim Ribeiro Carvalho, 2 
2410–116 Leiria

Tel.: 244 845 030
Fax: 300 013 266

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Siga-nos

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Liturgia Diária



© Diocese Leiria-Fátima, Todos os direitos reservados

© Diocese Leiria-Fátima, Todos os direitos reservados